Serviço de identificação de fungos: AccuGENX-ID® FunITS

A identificação de fungos, especialmente os fungos filamentosos, historicamente é uma tarefa muito difícil. Devido ao acúmulo de experiência e tempo necessários para identificar de modo preciso os fungos filamentosos de acordo com o nível da espécie, tem sido uma prática comum a identificação desses organismos de acordo com o nível do gênero, ou em alguns casos, simplesmente identificá-los como “bolores”.

O AccuGENX-ID® FunITS da Charles River identifica isolados de fungos por meio do sequenciamento comparativo da região (ITS2) do Espaçador Interno Transcrito nos fungos. A região ITS2 é uma região de DNA de fungos normalmente sequenciada que é amplamente aceita como “padrão ouro” pelos taxonomistas de fungos. Como a região ITS tem um grau de variação entre as espécies estreitamente relacionadas mais alto que outras regiões de DNA como a D2, ITS é sem dúvida o melhor método disponível para identificar espécies de fungos.

Guia de relatórios de identificação AccuGENX-ID®

Representação visual do sequenciamento de DNA do genoma humanoFaça download de nosso guia de interpretação dos resultados de identificação de fungos gerados pela AccuGENX-ID®.
Faça download do guia

A abordagem genética de nosso serviço de identificação de fungos oferece um método mais confiável e rápido para identificar as espécies de micróbios do que qualquer outro teste de identificação de fungos. Esse método cientificamente comprovado, combinado com uma biblioteca própria validada e continuamente curada, tem como resultado identificações mais precisas de fungos. A terceirização das identificações de fungos para nossos laboratórios de testes contratados e credenciados na ISO 17025 e em conformidade com as normativas cGMP (Current Good Manufacturing Practice, Boas Práticas de Fabricação) economiza tempo e recursos para você se concentrar em outras tarefas importantes de QC.

Análise genotípica para a identificação de fungos

O serviço de identificação de fungos AccuGENX-ID® FunITS usa um processo de análise genotípica que obedece ao método de referência usado pelos taxonomistas, porque oferece os dados de sequenciamento mais precisos e confiáveis para as identificações de fungos. Depois que a solicitação do serviço de identificação de fungos é apresentada e a amostra chega em nosso laboratório, nossa equipe usa um analisador genético para processá-la. O sequenciamento de DNA de fungos é avaliado quanto à qualidade, montado e comparado com a biblioteca validada Accugenix®.

Webinar: Identificação microbiana com o uso de uma abordagem filogenética

identificação microbiana do sequenciamento para contextualizar a identificação de fungosVocê vai além da correspondência mais próxima de organismos em seus relatórios de identificação de sequenciamento? Caso contrário, é possível que você não tenha contexto valioso em torno do resultado.
Assista ao webinar

Uma árvore filogenética é interpretada por analistas de dados treinados para fazer a identificação dos fungos. A análise genotípica, combinada com uma biblioteca validada e com cobertura total, tem como resultado uma análise filogenética de fungos inigualável.

Nossos filogeneticistas em microbiologia usam uma combinação de variabilidade genética, ordem de ramificação da árvore genealógica e conhecimento da variação entre espécies ao interpretar os relatórios de identificação de fungos e atribuir o nível de confiança taxonômica.

Os métodos patenteados empregados pelo serviço de identificação de fungos da Charles River comparam sequências de amostras contra bibliotecas próprias de cobertura total, têm como resultado a interpretação conclusiva de dados e fazem identificações com níveis de confiança atribuídos baseados em análises filogenéticas.


Especificações

  • Códigos de ordem
    Prazo de execução (TAT) Código do teste
    1 dia FunITS-1
    2 dias FunITS-2
    5 dias FunITS-5

Perguntas frequentes (FAQs) sobre os serviços de identificação de fungos

  • Que técnicas são usadas para identificar isolados de fungos?

    O sequenciamento comparativo de DNA das regiões ITS e D2 rRNA são as duas principais opções para a identificação de isolados de fungos. O serviço de identificação de fungos da Accugenix® usa a sequência ITS2, que se comprovou ser a sequência de DNA mais aceita amplamente para fungos. A ITS2 tem mais variabilidade que a sequência de DNA do segmento de expansão D2, fornecendo assim maior especificidade. Isso produz uma resolução muito mais alta na identificação de espécies do que a D2. ITS2 é reconhecida para a identificação de espécies de fungos por meio de assinaturas da sequência do DNA pelo International Barcode of Life Consortium.

  • Por que é importante uma identificação precisa de fungos?

    A identificação precisa de fungos é fundamental para os programas de monitoramento ambiental (EM) na indústria farmacêuticos e em outras indústrias reguladas. A identificação de isolados desconhecidos é uma primeira etapa essencial para compreender o risco que os micro-organismos representam no ambiente de fabricação, no produto final e subsequentemente nos pacientes. Os serviços de identificação precisa de fungos que fornecem soluções de controle e análises de tendências de dados de EM mantêm uma visão clara da linha de base da flora microbiana das instalações de modo que a atividade incomum seja reconhecida precocemente e haja tempo para uma reparação.

  • Quais são os elementos essenciais da identificação precisa de fungos?

    A biblioteca de referência de organismos é uma parte essencial do processo de identificação de fungos. Um isolado de fungo não pode ser identificado com precisão sem uma entrada de espécie correspondente no banco de dados. Portanto, uma biblioteca de referência relevante e validada é tão importante quanto a tecnologia e a metodologia usadas para identificar os fungos. Além da comparação com a biblioteca, da interpretação da sequência e da geração de relatório, também são essenciais as partes do processo de identificação de fungos.