Serviço de Identificação Microbiana MALDI-TOF:
AccuPRO-ID®

O processo de testes de identificação microbiana MALDI-TOF produz uma impressão digital espectral única da proteína que pode ser comparada a um banco de dados validado Accugenix® MALDI para identificação de bactérias e leveduras. A solução AccuPRO-ID® oferece mais precisão do que os métodos fenotípicos, com resultados mais rápidos e mais economia para programas de monitoramento ambiental de rotina.

Guia de relatórios de identificação AccuPRO-ID®

reunião de equipe científica em sala de reuniõesUse este guia para interpretar os resultados de identificação gerados pelo serviço de identificação microbiana MALDI AccuPRO-ID®.
Baixar o guia

Por que terceirizar os serviços de identificação microbiana MALDI-TOF com a Accugenix®?

  • Nível mais elevado de confiança para identificações de espécies com MALDI-TOF em ambientes de laboratórios de microbiologia.
  • O processo de identificação microbiana MALDI-TOF AccuPRO-ID® é compatível com o cGMP e tem certificação ISO 17025.
  • Desempenho superior aos sistemas fenotípicos atuais e outros sistemas MALDI-TOF devido aos bancos de dados de micróbios relevantes.
  • Melhoria demonstrada (de 30 a 40%) na precisão em relação aos sistemas de identificação por fenótipo.
  • Comprovadamente melhora reprodutibilidade e repetibilidade.
  • O banco de dados microbiano MALDI-TOF exclusivo da Accugenix® oferece uma cobertura muito mais extensa para isolados de monitoramento ambiental do que qualquer outro sistema MALDI-TOF comercialmente disponível para laboratórios de microbiologia.
  • Com a garantia de nosso método de sequenciamento de DNA AccuGENX-ID®, sem custo adicional.
  • ESPECIFICAÇÕES

    Códigos de ordem

    Tempo de execução Código de teste
    Mesmo dia AccuPRO-ID-0
    1 dia AccuPRO-ID-1
    2 dias AccuPRO-ID-2
    5 dias AccuPRO-ID-5
Dicas para remessa de amostras para identificação microbiana MALDI-TOF

preparo de amostra para envio para identificação microbianaA identificação microbiana AccuPRO-ID® MALDI-TOF exige culturas frescas, ou seja, as amostras devem estar vivas e saudáveis. Culturas vivas devem ser enviadas no mesmo dia, em temperatura ambiente. O prazo decorrido entre a inoculação da amostra e a entrega deve ser de no máximo 48 horas. Se uma cultura viva ultrapassar 48 horas de idade, pode ser necessário fazer uma subcultura.

Aprenda a preparar amostras

Perguntas Frequentes sobre a identificação microbiana MALDI-TOF

  • How do I interpret the AccuPRO-ID® Identification Report?
  • O que é espectrometria de massa?

    A espectrometria de massa é uma técnica de análises que identifica substâncias químicas pela classificação de íons gasosos em campos elétricos e magnéticos conforme sua razão de massa para carga. O peso molecular exato da amostra muitas vezes pode ser calculado a partir dessa razão massa/carga. Ao definir o peso, é possível identificar a amostra. A Accugenix® usa a espectrometria de massa MALDI-TOF para serviços de identificação microbiana AccuPRO-ID®.

  • O que significa o acrônimo MALDI-TOF?

    MALDI-TOF significa ionização e dessorção a laser assistida por matriz – tempo de voo (Matrix-Assisted Laser Desorption/Ionization-Time of Flight).

  • O que é um pico do íon molecular na espectrometria de massa?

    A emissão de um elétron a partir de um composto com carga neutra gera um íon molecular. Esse íon informa o peso molecular porque a massa dos elétrons é muito pequena se comparada à da molécula. Por isso, considera-se que a massa de um íon molecular é considerada a massa da molécula.

  • Que sistema MALDI-TOF pode ser usado para identificar organismos microbianos em um laboratório de microbiologia?

    A solução Axcess® MALDI-TOF é a combinação ideal de instrumentação precisa com bibliotecas relevantes de micróbios, maximizando o número de identificações possíveis em seu laboratório.

  • O que é o processo de identificação microbiana MALDI-TOF?

    O processo começa pelo depósito e disposição de uma pequena parte da colônia* de teste em um ponto específico da lâmina, formando uma camada uniforme de células. É acrescentada uma solução de um ácido orgânico para garantir a integridade da amostra.

    Deposita-se então uma segunda solução de ácido orgânico, chamada de “matriz”, para cobrir a amostra. Ao secar, a matriz se cocristaliza com as biomoléculas presentes na colônia, formando uma estrutura. Entre as biomoléculas analisadas no processo, encontram-se os peptídeos e as proteínas.

    Ilustração do mecanismo MALDI-TOF

    A matriz forma uma estrutura e uma fonte de prótons para ionização, passando por irradiação com laser ultravioleta. Para preservar a amostra, a máxima absorbância de energia da matriz é igual à do laser (337 nm). A energia da radiação é transferida para a amostra e permite a dessorção dos compostos principais (transição do estado sólido para a fase gasosa).

    A seguir, a amostra é ionizada pela matriz ligeiramente ácida (transferência de prótons), e os peptídeos e proteínas carregados começam sua jornada. Após a aceleração inicial através de um campo eletrostático, os peptídeos e proteínas seguem na direção do detector, a uma velocidade definida por sua razão massa/carga.

    Quando atingem a superfície do detector, que tem um revestimento semicondutor, os peptídeos e proteínas emitem impulsos elétricos com intensidades diversas, o que identifica cada uma das proteínas.

    A maior parte das informações vem das proteínas ribossômicas, bem como de proteínas de ligação do DNA e proteínas de choque térmico. Juntamente com outros dados, as informações sobre o tempo de voo (ToF) são transformadas em dados de espectro de massa em representação visual como uma série de picos de massa que formam o perfil característico de cada micro-organismo, a chamada impressão digital de peptídeo (PMF).

    O relatório final traz uma lista das espécies mais semelhantes em termos de impressão digital proteica, acompanhadas de valores que indicam a precisão da identificação por espécie ou gênero.

    * Para garantir os melhores resultados, é recomendável testar somente colônias cultivadas recentemente, com células se subdividindo ativamente e proteínas intactas.